Veltroni coloca liderança do Partido Democrata à disposição

Roma, 17 fev (EFE).- O líder do Partido Democrata (PD), Walter Veltroni, colocou hoje seu cargo à disposição do partido após a grave derrota que sofreu nas eleições realizadas ontem na região de Sardenha, mas a direção do grupo lhe confirmou sua confiança, informou a imprensa local.

EFE |

A vitória do candidato da coalizão de centro-direita, Ugo Cappellacci, nas eleições da Sardenha, com nove pontos de vantagem sobre o líder da coalizão de centro-esquerda, Renato Soru, fez com que se questionasse a liderança de Veltroni no seio do PD.

Na manhã de hoje a entidade de coordenação do PD realizou uma reunião extraordinária para analisar os resultados na Sardenha, na qual estavam presentes os líderes Pierluigi Bersani, Enrico Letta, Rosy Bindi e Piero Fassino, assim como os presidentes dos grupos parlamentares, Antonello Soro e Anna Finocchiaro.

Segundo a imprensa local, algumas vozes dentro do partido pediram, inclusive, que se convoque um congresso extraordinário, entre eles o ex-ministro Pierluigi Bersani, que já se posicionou há poucos dias como candidato a líder do PD.

O ex-primeiro-ministro italiano e membro de destaque do PD Massimo D'Alema, que tinha se mostrado favorável à candidatura de Bersani, disse ontem que é necessário "voltar a partir de um centro-esquerda renovado" que conte com a presença do Partido Socialista, e assegurou que o seu é um partido "importante, mas não uma força auto-suficiente". EFE if/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG