GENEBRA - O Grande Colisor de Hádrons (LHC, em inglês), que começou a funcionar no último dia 10, no que deve ser o maior experimento científico do século, ficará fora de serviço por pelo menos dois meses devido a um vazamento de hélio, informou neste sábado a Organização Européia para a Pesquisa Nuclear (Cern).

Em uma nota, a entidade destacou que na última sexta-feira houve um vazamento de hélio em um setor do túnel do LHC, aparentemente por causa de uma ligação elétrica defeituosa entre dois ímãs, o que causou uma falha mecânica.

No LHC, um túnel circular de 27 quilômetros entre França e Suíça, os cientistas da Cern pretendem recriar as condições do "Big Bang" mediante a colisão frontal de partículas à velocidade da luz.

Leia também:

Clique na imagem para ver o infográfico do dia 9 de agosto:

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.