Vazamento de oleoduto causa mancha de petróleo em reserva natural francesa

Um vazamento do oleoduto entre Fos-sur-Mer (sul da França) e a Alemanha provocou nesta sexta-feira uma enorme mancha de petróleo em uma reserva natural, que a secretária de Estado para a Ecologia, Chantal Jouanno, disse ser um autêntico desastre ecológico.

AFP |

"É um autêntico desastre ecolóligo, já que falamos de uma reserva natural, um lugar que acolhe espécies raras", lamentou Jouanno, que visitou a área atingida pela catástrofe na tarde desta sexta.

A secretária de Estado indicou que o vazamento do oleoduto, pertencente à empresa francesa Société du Pipeline Sud-Européen (SPSE), derramou 4.000 m3 em dois hectares da reserva natural de Coussouls de Crau (sul), que conta com 7.400 hectares.

O oleoduto data de 1971, enquanto a reserva foi criada em 2001.

Segundo a SPSE, uma queda da pressão causada pelo vazamento foi registrada nesta sexta-feira, pouco depois das 07H57 locais. Em seguida, foi colocado em prática um plano de segurança, e pouco depois o vazamento conseguiu ser controlado, informou a empresa.

Num primeiro momento, uma porta-voz da SPSE disse que o vazamento ocorreu em uma zona isolada, longe de lugares habitados ou canais de água, sem revelar que se tratava de uma reserva natural.

A informação sobre a mancha de óleo na reserva foi divulgada nas primeiras horas da tarde por Laurent Tatin, um dos administradores da zona protegida.

A procuradoria de Tarascon abriu uma investigação para determinar a origem da ruptura no oleoduto que provocou o vazamento.

anb-mc/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG