VENICE, Louisiana (Reuters) - A mancha de óleo que avança no Golfo do México tem o potencial para se tornar um desastre ambiental sem precedentes, disse neste domingo o presidente norte-americano, Barack Obama.

Ele disse a jornalistas, em Louisiana, que o foco está em colocar um limite no vazamento de um poço rompido, mas prometeu que o governo dos Estados Unidos "fará o que for necessário durante o tempo necessário" para acabar com o problema.

VENICE, Louisiana (Reuters) - A mancha de óleo que avança no Golfo do México tem o potencial para se tornar um desastre ambiental sem precedentes, disse neste domingo o presidente norte-americano, Barack Obama.

Ele disse a jornalistas, em Louisiana, que o foco está em colocar um limite no vazamento de um poço rompido, mas prometeu que o governo dos Estados Unidos "fará o que for necessário durante o tempo necessário" para acabar com o problema.

O mandatário garantiu que a dona do poço, a gigante energética britânica BP, é a responsável pelo vazamento e "pagará a conta" da limpeza.

(Reportagem de Caren Bohan)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.