Pequim, 14 mai (EFE).- Mais de mil pessoas foram afetadas por um vazamento de gás não identificado, das quais 160 foram levadas a um hospital, na província de Jilin, noroeste da China, informou hoje a agência de notícias Xinhua.

Os trabalhadores da empresa Jilin Chemical e alguns moradores locais começaram a passar mal e a se sentir nauseados devido ao cheiro de um gás irritante desde 23 de abril, mas as autoridades e a "Xinhua" só reportaram o fato hoje.

Os hospitais receberam mais de mil pessoas com os mesmos sintomas, nas quais foram feitos tipos de exames médicos. EFE rat/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.