Vazamento de gás mata 3 e obriga 2 mil a deixarem suas casas nas Filipinas

Manila, 16 fev (EFE).- Pelo menos três pessoas morreram e outras duas mil foram obrigadas a deixar suas casas por conta de um vazamento de gás tóxico procedente de um navio no norte das Filipinas, informaram hoje fontes policiais.

EFE |

O fato ocorreu ontem à tarde no porto de Batangas, 120 quilômetros a sul da capital, Manila, onde as vítimas morreram por asfixia ao inalar a fumaça procedente da embarcação onde trabalhavam, segundo o chefe da Polícia provincial, o superintendente Albert Supapo.

Supapo mandar evacuar todos os residentes da região do porto. Na manhã desta terça ainda havia forte cheiro de gás no local.

Especialistas da Cruz Vermelha e da Guarda Litorânea Filipina se deslocaram a Batangas para investigar o caso, enquanto a Polícia interroga o dono do navio.

Há três anos, dezenas de pessoas foram hospitalizadas em Manila por um escape de acetileno, um gás venenoso usado em equipamentos de solda. EFE csm/fm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG