Vazamento de depoimento à polícia irrita pais de Madeleine

Os pais da menina britânica Madeleine McCann ficaram irritados com o vazamento, na quinta-feira, de trechos dos depoimentos que deram à polícia depois do desaparecimento da filha, no dia 3 de maio do ano passado, na Praia da Luz, em Portugal, segundo um porta-voz da família.

BBC Brasil |

O canal de TV espanhol Telecinco teve acesso a transcrições dos depoimentos em poder da polícia portuguesa em que Kate e Gerry McCann afirmam que horas antes do sumiço da menina, ela lhes perguntou: "Por que vocês não vieram quando a gente estava chorando ontem à noite?", teria dito a menina, em referência a ela e ao irmão Sean, enquanto tomava café da manhã com os pais no dia em que foi levada do apartamento onde a família estava hospedada.

O canal Telecinco ainda noticiou na quinta-feira que Kate disse à polícia que depois do comentário da filha, ela e o marido "decidiram ficar mais atentos às crianças".

Horas mais tarde, a menina, que estava sozinha no quarto com os dois irmãos enquanto os pais jantavam com amigos, desapareceu.

Difamação

O porta-voz da família, Clarence Mitchell, disse que o vazamento do depoimento foi feito deliberadamente para "manchar" a imagem do casal no dia em que eles compareceram ao Parlamento europeu.

"Para que um documento, mantido em sigilo absoluto pelas autoridades judiciárias portuguesas, seja vazado para a mídia espanhola no dia em que o casal foi ao Parlamento Europeu, só nos leva a crer que tenha sido para difamar sua imagem."


Na quinta-feira, o casal McCann foi a Bruxelas promover a implantação de um novo sistema de monitoramento de crianças desaparecidas.

"Esta foi uma tentativa grosseira de minar o trabalho deles junto aos parlamentares europeus", acrescentou o porta-voz.

O casal pediu que o ministério da Justiça português investigue o vazamento.

Leia mais sobre: Madeleine McCann

    Leia tudo sobre: madeleine mccann

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG