O Vaticano se converteu nesta terça-feira no membro de número 187 da Interpol, que celebra em São Petersburgo sua assembléia-geral anual.

"Esta presença é simbólica, mas muito útil. Os assuntos de segurança são muito importantes para a Cidade do Vaticano", declarou Renato Boccardo, secretário-geral do Estado da Cidade do Vaticano, enfatizando que a adesão à Interpol ajudará na segurança das viagens do Papa e dos 40.000 turistas que todos os dias visitam o Vaticano.

mak-alf/cn/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.