Vaticano pede ação internacional pela paz na República Democrática do Congo

Cidade do Vaticano, 30 out (EFE).- O Vaticano pediu a comunidade internacional que intervenha com todo seu peso na resolução do conflito de Kivu, no noroeste da República Democrática do Congo (RDC) e zele para que se respeitem os acordos de paz assinados.

EFE |

Em comunicado, o cardeal Renato Raffaele Martino, presidente do Conselho Pontifício Justiça e Paz, afirma hoje que "o mundo não pode continuar olhando sem reagir diante da morte de vítimas inocentes pelos atos de violência e de barbárie".

Martino acrescentou que a comunidade internacional "não pode desinteressar-se da sorte de dezenas de milhares de evacuados que fogem da guerra e estão expostos à intempérie, às doenças e à fome".

"O Conselho Pontifício Justiça e Paz dirige-se às partes em conflito para que renunciem à lógica do enfrentamento e das armas, elejam o diálogo e as negociações e anteponham o bem comum aos interesses egoístas e partidários", assinalou também Martino no comunicado.

O cardeal ainda pediu uma solução que leve em conta "as preocupações pela paz e segurança de todos os países e os habitantes da Região dos Grandes Lagos Africanos, já que não pode haver paz se não é global, baseada no diálogo e na reconciliação, condição indispensável para a estabilidade e o desenvolvimento solidário".

Segundo um comunicado da organização católica Caritas, cerca de 250 mil pessoas abandonaram suas casas na região de Kivu somente este ano. EFE jl/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG