Vaticano lamenta protesto belga por Aids e críticas ao Papa

O Vaticano lamentou nesta sexta-feira a condenação do Parlamento belga às declarações do Papa Bento XVI contra o uso de preservativos para combater a Aids e acusou alguns países da Europa de iniciar uma campanha midiática sem precedentes a favor do uso da camisinha.

AFP |

Em um comunicado divulgado pela secretaria de Estado, a Santa Sé "lamenta que uma assembleia parlamentar tenha tomado a decisão de criticar o Santo Padre com base em frases incompletas e tiradas de contexto, que foram usadas por alguns grupos com um claro fim intimidatório".

Durante o voo que o transportava no dia 17 de março para a África, continente devastado pela Aids, Bento XVI comentou que o uso de preservativos "agrava o problema", ao invés de resolver o mesmo.

A rejeição papal ao uso do preservativo para combater a Aids gerou muitas reações negativas de vários países da Europa, assim como de organizações internacionais e humanitárias.

kv/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG