Cidade do Vaticano, 4 jun (EFE).- O jornal LOsservatore Romano, editado pelo Vaticano, disse que o discurso feito hoje pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, estabelece um novo início nas relações com o mundo muçulmano.

Segundo a publicação da Santa Sé, Obama, que fez um pronunciamento na Universidade do Cairo, foi o primeiro presidente dos EUA a ir "além das fórmulas políticas".

O jornal também destacou o fato de o presidente ter evocado "interesses comuns específicos em nome de uma mesma humanidade e das aspirações comuns do homem".

Estas aspirações, acrescentou o "L'Osservatore", são "viver em paz e segurança, receber uma educação comum, trabalhar com dignidade e amar à família, à comunidade e a Deus".

Assim como o jornal, o diretor do Escritório de Imprensa da Santa Sé e da "Rádio Vaticano", o jesuíta Federico Lombardi, ressaltou as palavras de Obama. Segundo o religioso, a política externa dos EUA coincide em muitos pontos com a da Santa Sé, que também defende a solução de um Estado israelense e outro palestino para o conflito no Oriente Médio. EFE JL/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.