Vaticano diz que objetivo principal é fazer justiça a vítimas de abusos

Cidade do Vaticano, 6 mar (EFE).- O Vaticano assegurou que quer esclarecer os supostos casos de abusos de menores por parte de sacerdotes católicos na Alemanha, e especialmente os ocorridos no coro da catedral de Regensburg, com o objetivo de fazer justiça às eventuais vítimas.

EFE |

"A Santa Sé apoia a Diocese" de Regensburg, no sul da Alemanha, "em sua disponibilidade para analisar a dolorosa questão com decisão e de forma aberta", diz um comunicado publicado hoje pelo jornal vaticano "L'Osservatore Romano".

O jornal publicou uma nota enviada pelo Bispo de Regensburg, Gerhard Ludwig Müller, depois de a instituição afirmar ontem que foram cometidos abusos sexuais contra membros do coro de jovens da catedral da cidade.

Müller desmentiu as informações da imprensa de que o irmão do papa Bento XVI, George Ratzinger, era o diretor do coro quando os abusos ocorreram, em 1958, e lembrou que este esteve à frente do coro entre 1964 e 1994.

Esse escândalo se junta aos abusos sexuais cometidos contra menores de idade por parte de sacerdotes católicos nos anos 70 em diferentes centros educativos da Alemanha ligados à Igreja Católica.

Na semana passada, a assembleia da conferência dos bispos da Alemanha decidiu reagir ao escândalo com a nomeação de um coordenador que ficará encarregado de fazer um acompanhamento das investigações sobre os casos já revelados e dos que possam aparecer, assim como de prestar assessoria jurídica a possíveis vítimas. EFE ebp/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG