Vaticano diz que homem moderno perdeu o sentido do pecado

Cidade do Vaticano, 14 jan (EFE).- O cardeal secretário de Estado, Tarcisio Bertone, afirmou que o homem moderno não distingue o verdadeiro do falso e o bem do mal, e que perdeu o sentido do pecado, o que, em sua opinião, se traduz em um aumento do complexo de culpa.

EFE |

Bertone expressou suas opiniões em um texto lido hoje em um simpósio realizado no Vaticano sobre a Penitenciária Apostólica e o Sacramento da Penitência, que ele deveria presidir, mas não pôde porque está na Cidade do México assistindo ao VI Encontro Mundial das Famílias.

O "número dois" do Vaticano assinalou que é preciso se aprofundar urgentemente no valor do sacramento da Penitência "para formar as consciências no sentido do pecado, que hoje parece ter desaparecido".

"Atraído cada vez mais por um mundo virtual, o homem contemporâneo não consegue distinguir o verdadeiro do falso, o bem do mal, e isso leva a um relativismo cultural e ético e à banalização dos comportamentos da vida", escreveu o cardeal, que ressaltou que, diante dessa "ausência" do sentido do pecado, se registra cada vez mais "um aumento da ideia de culpa".

Bertone ressaltou que formar as consciências no sentido do pecado significa "ajudar a não cair na opressão do sentido de culpa e saber que o amor infinito de Deus pode devolver a paz aos corações mais angustiados". EFE JL/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG