Vaticano considera infundada denúncia contra papa por pedofilia nos EUA

Cidade do Vaticano, 23 abr (EFE).- O Vaticano considera infundada a denúncia apresentada contra o papa, o cardeal secretário de Estado, Tarcisio Bertone, e seu antecessor, Angelo Sodano, por advogados dos Estados Unidos em nome de uma vítima de abusos sexuais por um sacerdote, informou hoje a Santa Sé.

EFE |

O Vaticano tornou público um comunicado no qual se remete a uma nota feita nesse sentido pelo advogado da Santa Sé nos Estados Unidos, Jeffrey Lena, sobre a denúncia apresentada por vários advogados desse país, entre eles Jeff Anderson, em nome de uma vítima do sacerdote americano Lawrence C. Murphy.

Murphy é acusado de ter abusado sexualmente de 200 menores entre 1950 e 1970 em uma escola para meninos surdos em Wisconsin.

O advogado afirmou em sua nota que às vítimas de Murphy "têm toda nossa compreensão, já que ao abusar sexualmente de meninos violou a lei e a confiança que as vítimas tinham depositadas nele".

"Mas enquanto são legítimas as denúncias apresentadas pelas vítimas de abusos, esta não é uma delas. A reivindicação é uma tentativa de utilizar os trágicos fatos como uma plataforma para um ataque mais amplo, considerando à Igreja Católica como uma empresa mundial de negócios", segundo Lena.

O advogado acrescentou que a demanda contra a Santa Sé e seus responsáveis "é totalmente infundada, uma adaptação de velhas teorias já rechaçadas pelos tribunais dos EUA". EFE jl/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG