Vaticano anuncia renúncia de bispo irlandês por escândalo de pedofilia

Cidade do Vaticano, 17 dez (EFE).- O papa Bento XVI aceitou hoje a renúncia do bispo irlandês Donal Brendan Murray, apresentada pela sua atuação nos casos de abusos sexuais cometidos contra menores por sacerdotes católicos na arquidiocese de Dublin, informou o Vaticano.

EFE |

A renúncia foi aceita em conformidade com o artigo 401/2 do Código de Direito Canônico, que diz: "se roga encarecidamente ao bispo diocesano que apresente a renúncia de seu ofício se, por doença ou outra causa grave, ficasse diminuída sua capacidade para desempenhá-la".

Murray era até agora bispo de Limerick, no oeste da Irlanda.

Segundo o "Relatório Murphy", que revelou os mecanismos adotados durante décadas pela Igreja Católica irlandesa de esconder, em conivência com o Estado, os abusos. Murray, como era bispo auxiliar de Dublin, ignorou e escondeu as denúncias de abusos sexuais contra menores. EFE jl/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG