Varsóvia confirma execução de polonês por talibãs

Varsóvia, 9 fev (EFE).- O ministro de Relações Exteriores da Polônia, Radoslaw Sikorski, confirmou hoje que o polonês sequestrado no Paquistão foi executado neste fim de semana pelo grupo talibã que o mantinha em cativeiro desde setembro.

EFE |

Os próprios terroristas responsáveis do sequestro já haviam antecipado no sábado passado a morte do engenheiro polonês, embora até agora as autoridades da Polônia tivessem se recusado a confirmar esta informação.

Ontem, os talibãs divulgaram um vídeo mostrando a execução do polonês, e onde o refém pedia ao Governo polonês a retirada de suas tropas do Afeganistão e a ruptura de relações diplomáticas com o Paquistão, país que acusava de não ter feito nada por sua libertação.

Radoslaw Sikorski também confirmou a autenticidade do vídeo e mostrou sua confiança de em breve conseguir a repatriação do cadáver do engenheiro, cujo corpo permanece ainda em paradeiro desconhecido perante a recusa de seus assassinos de entregá-lo.

O ultimato dado pelos sequestradores venceu na sexta-feira passada, sem que as autoridades paquistanesas cumprissem as exigências dos talibãs para libertar Stanczak, de libertar comparsas presos em prisões paquistanesas. EFE nt/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG