Hong Kong, 2 mai (EFE).- Várias pessoas foram levadas à delegacia de Polícia após a passagem da tocha olímpica por Hong Kong, mas ninguém foi preso, disse hoje à Agência Efe um funcionário do centro de informação para o revezamento da chama.

A Polícia local, no entanto, ainda não fez declarações a respeito.

A chama olímpica percorreu hoje ruas e locais representativos de Hong Kong, sem a interferência de manifestantes, e os únicos distúrbios ocorreram entre ativistas dos direitos humanos na China e pró-tibetanos, de um lado, e simpatizantes da política de Pequim, de outro.

A estudante universitária Christina Chan, que estava com uma bandeira do Tibete, foi derrubada por vários simpatizantes pró-Pequim, e as autoridades locais tiveram que escoltá-la para preservar a integridade física da mulher, segundo uma emissora de Hong Kong.

A Polícia teve que intervir para acalmar a tensão entre ativistas de direitos humanos e as pessoas que acompanhavam a passagem da tocha. EFE mch/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.