Vândalos profanam 27 túmulos de cemitério judeu na Argentina

Buenos Aires, 22 dez (EFE).- A Delegação de Associações Israelitas Argentinas (Daia) denunciou hoje a profanação de 27 túmulos no cemitério judeu da capital da província de San Luis, no centro do país.

EFE |

Em declarações à "Agência Judaica de Notícias", com sede em Buenos Aires, o titular da Daia em San Luis, Saada Bentolillas, expressou sua "consternação" pelo ocorrido.

Bentolillas disse que o muro do cemitério e 27 túmulos amanheceram na segunda-feira com pixações antissemitas, suásticas e ameaças de morte a integrantes da comunidade judaica local.

"Foi um fato absolutamente isolado, não tem nada a ver com a permanência da comunidade judaica em San Luis. Estamos totalmente inseridos, não era algo que pudéssemos esperar", ressaltou o diretor da Daia.

A comunidade judaica da Argentina, a mais numerosa da América Latina, já foi alvo de dois atentados no país, um em 1992 e outro em 1994.

O primeiro foi cometido contra a embaixada de Israel e matou 29 pessoas, O segundo destruiu a sede da Associação Mutual Israelita Argentina (Amia) e deixou 85 mortos. EFE cw/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG