Vândalo deixa novo tipo de marcas em vitrines de cidade americana

VALENTINE, Nebrasca - O povo de Valentine gostaria que o maior vândalo da cidade achasse uma outra forma de deixar sua marca.

AP |

Acordo Ortográfico

Há mais de um ano, um homem desconhecido passa pelas vitrines da cidade pressionando sua bunda contra as janelas. Donos de lojas, funcionários de igrejas e serventes de escolas têm que limpar as janelas escolhidas por ele diariamente.

"Esse é o caso mais estranho que já peguei", disse o chefe de polícia Ben McBride.

Alguns moradores de Valentine, uma remota cidade americana de cerca de 2.650 habitantes, conseguem ver humor no estranho vandalismo e apelidaram o homem de "Bandido Bundão". Mas mesmo assim não gostam quando ele ataca.

"Nós ficamos enojados", disse Kalli Kieborz, que trabalha no centro da cidade. "Um dia cheguei no escritório e um funcionário me disse 'Nós fomos atacados!'".

O chefe de polícia não vê graça alguma nos ataques. "Não é engraçado", disse McBride. "Nos preocupamos o que ele fará a seguir".

Início

Tudo começou na primavera de 2007, quando uma janela da igreja metodista foi marcada. McBride imaginou que fosse alguma piada de um adolescente local, mas a igreja foi atacada muitas vezes, mesmo depois da polícia colocar uma viatura  no local.

O bandido atacou todos os negócios e vitrines durante o verão, mas ele parou o truque no outono e inverno.

"As pessoas achavam que tinha acabado", disse McBride. "Mas nesse verão ele voltou a atacar".

Durante uma sessão criativa, quase todas as janelas de um hotel foram marcadas.

McBride disse que ninguém viu o vândalo em ação. A única pista é uma imagem desfocada dele feita por uma câmera de vigilância no ano passado, que mostra um homem magro de mais ou menos 1m80.

Leia mais sobre vandalismo

    Leia tudo sobre: vandalismo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG