Van Beirendonck aposta em homens comuns na semana de moda de Paris

Paris, 26 jun (EFE).- O estilista e artista belga Walter van Beirendonck exibiu hoje ao público da semana de moda masculina de Paris uma coleção primavera-verão 2010 com modelos fortes, alguns um pouco fora de forma, com barba e cabeça raspada.

EFE |

A estratégia funcionou, e foram vistos na passarela camisas, blusas e capuzes pontiagudos, de cores rosa, amarelo, verde ou azul claro, em seus tons mais claros e suaves.

As peças eram completadas com macacões, frequentemente com peito descoberto, com o zíper aberto.

Bolsos por todas as partes, arredondados na parte da frente, decoravam tanto os macacões de trabalho/paraquedista, como as calças e shorts. Estes últimos foram inclusive muito usados pelo estilista, sempre com meias soquetes brancas até o joelho e sapatos coloridos.

Cores como bege, azul e caqui salpicaram a coleção que, algumas vezes, apostou em rosas suaves, azuis claros e verdes-maça sobre estampas de falsa pele de crocodilo.

Jérseis e camisetas adornados com o W característico da grife completaram a coleção de Van Beirendonck, que pensou também na roupa íntima, e reservou uma dúzia dos modelos para o desfile final usando cuecas, sapato esportivo colorido e meias soquetes brancas.

Já Thierry Mugler apostou nas cores, mas não nas transparências.

Ele ofereceu uma coleção clássica, com calças largas sobre camisetas curtas e pólos.

Com exceção dos ousados azuis-celestes, laranjas, rosas, verdes e amarelos e das curiosas dimensões das camisetas, a coleção de Mugler foi essencialmente comercial.

A partir de uma plástica e uma concepção oposta em todos os sentidos, The Viridi-anne apresentou hoje modelos com gradação do branco para o preto, passando por tons de cinza e beges, na coleção "Ecdysis", criada pelo estilista japonês Tomoaki Okaniwa. EFE lg/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG