Vale consegue acordo sobre usina de níquel na Nova Caledônia

A Goro Nickel, filial da gigante brasileira Vale, e as populações kanakes, contrárias à implantação de sua usina metalúrgica na Nova Caledônia, assinaram um acordo neste fim de semana, no qual a companhia se compromete a financiar o desenvolvimento sustentável, informou a própria empresa, nesta segunda-feira (hora local).

AFP |

O acordo surge após quase cinco anos de disputas judiciais, que levaram a eventuais episódios de violência, entre a Goro Nickel e as populações locais do sul da ilha, onde essa usina química de tratamento de níquel está em construção.

"É um passo inovador, que se inscreve nos compromissos da Vale e de suas entidades pelo mundo: a participação das populações locais na gestão sustentável das bases econômicas e sociais dos projetos mineradores e a respeito do meio ambiente", afirmou o diretor-geral da Goro Nickel, Michel Sylvestre.

O acordo prevê, principalmente, a criação de uma fundação, de um comitê consultivo sobre as questões ambientais e a adoção de uma série de medidas ligadas à proteção do meio ambiente.

A usina Goro Nickel, com capacidade para produzir 60.000 toneladas de níquel e 5.000 toneladas de cobalto, está em processo de instalação em uma região de excepcional biodiversidade marinha e terrestre. Com custo de 3,2 bilhões de dólares, entrará em funcionamento no primeiro trimestre de 2009.

cw/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG