Vacinar 70% da população dos EUA conteria a gripe suína

Uma campanha agressiva de vacinação que abrangesse 70% da população americana, tendo como prioridade as crianças de seis a 18 anos, poderia conter a pandemia de gripe H1N1, segundo uma projeção informática apresentada nesta quinta-feira.

AFP |

Os dados se baseiam na análise de estudos epidemiologicos dirigidos por pesquisadores do Instituto de Enfermidades Infecciosas e Vacinas (VIDI) do Fred Nutchinson Cancer Research Center em Seattle (Estado de Washington).

Os autores do trabalho publicado na edição on-line da revista americana Science assinalam que duas doses da vacina administradas com três semanas de intervalo seriam suficientes para se obter a proteção necessária.

"A disponibilidade de uma vacina eficaz para proteger a população contra o vírus H1N1 da pandemia de gripe, assim como o momento da aparição da infeção determinarão a rapidez de controle da epidemia", afirma Ira Longini, do VIDI e co-autor da pesquisa.

Segundo os pesquisadores, a campanha de vacinação deveria começar um mês antes do momento de maior auge da doença e ser concentrada nas crianças.

As crianças sao o grupo da população mais afetados pela gripe suína e seus principais vetores, segundo estudos e observações epidemiológicas de todo mundo.

js/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG