Vacina contra gripe comum pode aumentar risco de contrair A (H1N1)

Toronto (Canadá), 24 set (EFE).- Resultados preliminares de quatro estudos realizados no Canadá sugerem que as pessoas que se vacinam contra a gripe comum podem ter mais risco de contrair a nova gripe.

EFE |

Segundo afirmou hoje a televisão pública canadense, os pesquisadores dos quatro estudos - que ainda não foram publicados - concluíram que as pessoas que receberam a vacina antes contra a gripe comum tiveram mais probabilidade de serem infectadas com o vírus A (H1N1).

Cerca de 2 mil pessoas participaram dos estudos, realizados nas províncias de Colúmbia Britânica, Québec e Ontário.

Pelo menos um dos estudos foi enviado a uma revista médica, o que limita a quantidade de informação que pode ser divulgada antes de sua publicação.

O doutor Don Low, chefe de microbiologia do Hospital Mount Sinai, em Toronto, disse que os resultados "são muito preliminares".

"Esta é uma evidência que circulou. Mas não foi validada ainda" acrescentou.

Low disse que, no caso de doenças como dengue, quando uma pessoa é infectada com um vírus ou uma bactéria, o sistema imunológico cria anticorpos que podem tornar mais fácil a entrada de outra cepa do mesmo vírus.

De forma paralela a estes estudos, as autoridades de saúde da província de Québec estão considerando eliminar este ano, ou pelo menos adiar, a campanha de vacinação contra a gripe comum para alguns grupos, como pessoas em bom estado de saúde e adultos jovens.

EFE jcr/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG