Utensílios domésticos hospedam vírus da gripe, diz estudo

Uma pesquisa realizada por especialistas americanos afirma que utensílios domésticos, como controles remotos, torneiras e maçanetas, são hospedeiros comuns do vírus da gripe. A equipe de pesquisadores da Universidade de Virgínia examinou 30 casas e identificou a presença do rinovírus, como o vírus da gripe é conhecido, em 42% dos objetos analisados.

BBC Brasil |

Segundo os cientistas, o vírus pode sobreviver em superfícies por até dois dias.

O estudo aponta que, apesar de tosses e espirros serem um dos maiores meios de transmissão da gripe, objetos que manuseamos em casa no dia-a-dia são outra grande forma de contágio da doença.

Na pesquisa, divulgada em uma conferência sobre doenças infecciosas nos Estados Unidos, os pesquisadores dizem ter identificado o vírus nas pontas dos dedos de um quarto dos 30 voluntários analisados até meia hora após terem tocado superfícies contaminadas.

Os pesquisadores concluíram ainda que o material genético do vírus foi transmitido para metade dos participantes do estudo até 48 horas depois de os utensílios serem contaminados.

O coordenador da pesquisa, Birgit Winther, diz que as pessoas devem estar atentas às formas de contágio da gripe.

"Algums pessoas usam spray desinfetante, mas o rinovírus não fica voando pelo ar", afirma Winther. "A mensagem que este estudo quer passar é que precisamos manter limpas as superfícies que mais tocamos em casa."

    Leia tudo sobre: gripe

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG