Uruguai tem primeira união civil gay reconhecida

Montevidéu - A Justiça Cível do Uruguai aprovou hoje a primeira união civil gay do país, amparada na Lei de União Concubinária, em vigor desde o começo do ano.

EFE |

Na primeira oficialização de uma relação homossexual em solo uruguaio, a juíza de paz Estrella Pérez Azziz ratificou a união entre Adrián Figuera, de 38 anos, e Juan Carlos Moretti, de 67, três meses depois de o Uruguai ter se tornado o primeiro país latino-americano a aceitar as uniões civis entre pessoas de sexo diferentes ou não.

Com a Lei Concubinária, casais gays podem registrar sua união e garantir os mesmos direitos assegurados aos heterossexuais em um casamento, como divisão de bens, herança e pensão por falecimento.

No entanto, o casal precisa estar junto há cinco anos, sem interrupções. EFE apl/sc

    Leia tudo sobre: uruguai

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG