Uruguai sustenta que fábrica de celulose não polui rio fronteiriço

Haia, 21 set (EFE).- Montevidéu sustentou hoje na Corte Internacional de Justiça (CIJ) que a fábrica de celulose finlandesa Botnia não polui as águas do Rio Uruguai, disse o embaixador uruguaio nos Estados Unidos, Carlos Gianelli.

EFE |

O Uruguai abriu hoje a primeira das quatro sessões com as quais conta para expor sua postura perante a demanda da Argentina por causa da construção da fábrica de celulose.

Gianelli afirmou que, ao contrário do que disse a Argentina na semana passada, "o Uruguai levou em conta as características do rio" ao permitir a construção da fábrica de celulose.

Também sugeriu que determinados poluentes que se encontram no rio provêm da indústria agrícola argentina e não da unidade construída pela Botnia, cuja atividade e resíduos, afirmou, são controlados pelas autoridades uruguaias.

Além disso, denunciou que os bloqueios de pontes internacionais como protesto contra a fábrica finlandesa ocorreram "sob o consentimento da Argentina", e disse que "causaram bilhões de dólares" de perdas ao Uruguai.

O professor de direito internacional da Universidade de Edimburgo, Alan Boyle, reiterou que "os níveis de qualidade de água continuam bons" na altura de Fray Bentos, onde fica a fábrica de celulose.

Boyle disse que "a poluição do rio é consequência de sua crescente industrialização", e indicou que a margem argentina conta com pelo menos 25 fábricas.

A Argentina levou o conflito à CIJ em maio de 2006, com o argumento de que o país vizinho violou o tratado do Rio Uruguai, assinado em 1975, quando autorizou a construção de duas fábricas de celulose em sua margem do rio que divide os dois países.

Para a Argentina, o Uruguai não se submeteu aos mecanismos de informação e consulta do tratado em casos de atividades com possibilidades de poluir o meio protegido.

Segundo o estatuto do Rio Uruguai, a administração dos recursos do rio deve ser conjunta. EFE mr/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG