Uruguai indica que 99% dos casos gripe são pelo vírus A(H1N1)

Montevidéu, 30 jul (EFE).- No Uruguai, 99% dos casos de gripe no país correspondem ao vírus A(H1N1), segundo declarações do diretor nacional de saúde, Jorge Basso, divulgadas hoje pela imprensa.

EFE |

"É algo que está acontecendo em toda a região, não encontramos a gripe comum", disse Basso à versão digital do jornal "El País".

Até o momento, 24 pessoas morreram no Uruguai em decorrência da doença, segundo o último relatório do Ministério da Saúde Pública, divulgado na terça-feira.

Esta é a maior proporção de mortes pela nova gripe, em comparação com o número de habitantes (3,4 milhões no Uruguai) em toda a América Latina.

O diretor afirmou que a monitoração do novo vírus é "mais intensa" e que, por isso, os últimos relatórios epidemiológicos realizados pelo ministério são quase que exclusivamente sobre a nova gripe.

Basso anunciou, além disso, que ministério não divulgará relatórios diários sobre o número de mortes em consequência da gripe, mas publicará relatórios mensais sobre o estado da pandemia.

A ministra da Saúde Pública, María Julia Muñoz, advertiu esta semana que "quadros gripais mais graves" podem ser registrados se as temperaturas se mantiverem muito baixas em agosto.

Segundo um balanço realizado pela Administração dos Serviços de Saúde do Estado divulgado pelo jornal "Últimas Notícias", o país gastou US$ 6,5 milhões na aplicação do plano de contingência da gripe.

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE lh/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG