Montevidéu, 13 jul (EFE).- Os presidentes do Uruguai, Tabaré Vázquez, e da Bolívia, Evo Morales, apoiaram hoje o líder deposto de Honduras, Manuel Zelaya, e anunciaram que não reconhecem nenhuma outra autoridade surgida da situação de ruptura da ordem constitucional nesse país.

Em comunicado conjunto, preparado por ocasião da primeira visita oficial de Morales ao Uruguai, os líderes dos dois países reafirmaram seu "apoio à institucionalidade democrática e ao Governo legítimo" de Manuel Zelaya em Honduras.

Nesse sentido, destacaram a importância dos mecanismos de integração regional, como a Organização dos Estados Americanos (OEA), o Grupo do Rio e a União de Nações Sul-Americanas (Unasul), e sua contribuição para a defesa "do princípio de respeito à soberania, à integridade territorial e à não ingerência nos assuntos internos".

Morales terminará esta mesma noite sua visita ao Uruguai, onde foi recebido pelo vice-presidente do país e presidente da Assembleia Nacional, Rodolfo Nin Novoa e pelo prefeito de Montevidéu, Ricardo Ehrlich. EFE amr/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.