Bogotá, 9 fev (EFE).- O presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, viajará em 16 de fevereiro ao Brasil para agradecer ao colega Luiz Inácio Lula da Silva a ajuda prestada na recente libertação de seis reféns das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

O chanceler colombiano, Jaime Bermúdez, declarou hoje aos jornalistas que ele também viajará ao Brasil junto com Uribe, o ministro do Comércio, Luis Guillermo prata, e um grupo de empresários.

O Brasil emprestou os helicópteros e as tripulações que, em 1º, 3 e 5 de fevereiro, receberam três policiais, um militar, um ex-governador e um ex-deputado regional soltos pelas Farc.

"O presidente Uribe quer agradecer o apoio discreto e eficaz" do Brasil na libertação dos sequestrados, declarou Bermúdez.

"O Brasil é um aliado estratégico para a Colômbia e para a região. Nós queremos estar cada vez mais perto desse país", acrescentou o chanceler colombiano, que lembrou que Lula visitou seu país em junho passado.

"Viajaremos com um grupo de empresários. Vamos abordar todos os temas da relação estratégica. Temos uma agenda bilateral em matérias de investimento, cultura, defesa e segurança, e também em assuntos regionais", disse Bermúdez.

Na quinta-feira passada, Uribe telefonou para Lula e agradeceu-lhe o apoio do Brasil à missão humanitária que recebeu os reféns soltos pelas Farc. EFE gta/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.