surpreso com aumento de cultivos de coca na Colômbia - Mundo - iG" /

Uribe se diz surpreso com aumento de cultivos de coca na Colômbia

BOGOTÁ - O presidente colombiano, Álvaro Uribe, admitiu hoje ter ficado surpreso com os resultados do relatório anual do Escritório das Nações Unidas contra as Drogas e o Delito (UNODC), que mostram um aumento de 27% nos cultivos de folha de coca no país.

EFE |

"Surpreendeu-nos muito. Após um esforço de um ano inteiro, parece que tudo foi perdido", expressou Uribe, em sua primeira declaração sobre o estudo, divulgado na quarta-feira pela representação da UNODC na Colômbia.

Segundo a avaliação da agência da ONU, a área semeada com cultivos de coca no país passou de 78 mil hectares, em 2006, para 99 mil em 2007.

Além de ser o país com as maiores plantações de folha de coca do mundo, a Colômbia se manteve no ano passado como o primeiro produtor de cocaína, com cerca de 600 toneladas ao ano, segundo o estudo da UNODC, que opera o chamado Sistema de Monitoramento de Cultivos Ilegais (SIMCI).

Uribe confirmou que seu Governo decidiu "contratar uma entidade nacional ou internacional, em licitação pública", para fazer a medição das áreas semeadas com plantas usadas como matéria-prima para a elaboração de entorpecentes.

Esta decisão foi adotada na quinta-feira, durante uma reunião do Conselho Nacional de Entorpecentes (CNE) convocada pelo governante na Casa de Nariño (sede do Executivo colombiano), para analisar o relatório da UNODC.

O chefe de Estado explicou que a entidade que for contratada para efetuar as medições deverá oferecer "relatórios mensais, com todos os detalhes geográficos possíveis".

"Vamos contratar para que nos digam a verdade", garantiu Uribe, após advertir que os números da UNODC não coincidem com os do Governo americano, que elabora estudos sobre o tema separadamente.

Leia mais sobre: Colômbia

    Leia tudo sobre: colômbia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG