Bogotá, 23 abr (EFE).- O presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, descartou hoje a possibilidade de convocação de uma Assembléia Nacional Constituinte em seu país, e evitou falar sobre uma eventual emenda para permitir mais de uma reeleição do chefe do Estado.

"Não sou favorável de retoques na Constituição a todo momento", assegurou Uribe.

O presidente colombiano declarou que "é diferente reformar a Constituição para que os direitos do povo sejam reconhecidos do que para suprimir tais direitos".

Uribe apoiou a reforma que permitiu que fosse reeleito em 2006 para um novo período de quatro anos à frente da chefia de Estado.

O presidente colombiano evitou falar sobre interesses em uma eventual segunda reeleição, mas expressou que fará campanha pela reeleição que acredita ser a do apoio à continuidade da segurança democrática, à confiança por parte de investidores e à coesão social, que são os pilares de seu programa de Governo.

"Convido meus compatriotas para que não deixemos essas três bandeiras fundamentais", acrescentou Uribe. EFE jgh/fr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.