Uribe reitera disposição de dialogar com as Farc

Bogotá, 12 jul (EFE).- O presidente colombiano, Álvaro Uribe, reiterou hoje que está disposto a um diálogo direto com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), mas sem abandonar sua política de segurança democrática.

EFE |

"Se a segurança democrática for mantida, estou disposto a dialogar quando (as Farc) quiserem, a qualquer hora", disse Uribe durante um conselho de Governo em Morelia, departamento de Caquetá (sul).

Embora não tenha citado diretamente o nome das Farc, o governante insistiu em que mantém seu "desejo de dialogar".

O alto comissário para a paz, Luis Carlos Restrepo, disse hoje à rádio "Caracol" que o Governo já deu "os primeiros passos" na busca de um diálogo direto com as Farc para um acordo humanitário.

Restrepo afirmou que já foi definida uma agenda de trabalho, e que Uribe vai dirigir o contato com os rebeldes.

O alto comissário disse ainda que agora é preciso estabelecer se há vontade política das Farc para esse diálogo direto.

Um comunicado das Farc divulgado na terça-feira passada pelo telejornal "Notícias RCN", datado de junho, indica que o novo líder da guerrilha, conhecido como "Alfonso Cano", aceita um "contato direto" com o Governo colombiano "para a troca humanitária".

No comunicado, datado antes do resgate de Ingrid Betancourt e de outros 14 reféns dessa guerrilha em 2 de julho, "Cano" diz que a proposta "para um encontro com o Governo nacional para detalhar os termos de um acordo continua vigente", assim como "a decisão de manter a comunicação". EFE ocm/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG