criminosos de colarinho branco que ajudam Farc - Mundo - iG" /

Uribe promete atacar criminosos de colarinho branco que ajudam Farc

Bogotá, 7 jan (EFE).- O presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, prometeu hoje atuar contra os criminosos do colarinho branco que, de outros países, ajudam as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) ao retratar os guerrilheiros na mídia como sendo camponeses.

EFE |

"Nós trabalhamos com paciência mas sem cessar, a toda hora, para combater estes criminosos. Dessa forma, estaremos avançando também na busca por esses cúmplices de terrorismo que, desde o exterior, ajudam as Farc", afirmou o governante à "Capital Rádio de Bogotá".

Uribe citou um site (anncol.eu) através do qual são divulgados comunicados das Farc, e um documentário ("Farc-EP: a Insurgência do Século XXI") que foi apresentado em dezembro em um festival de cinema de Buenos Aires (Argentina).

O presidente colombiano revelou que serviços de inteligência confirmaram que a página das Farc na internet foi criada por um psiquiatra colombiano exilado na Suécia e que, segundo Uribe, "esquece" de mencionar os atentados e assassinatos de políticos e civis por parte do grupo guerrilheiro.

Em relação ao documentário, obra do "Grupo de Cinema Gláuber Rocha", cujos integrantes usam pseudônimos como Diego Rivera e Frida Kahlo, Uribe disse que os "criminosos argentinos escondidos por trás desses nomes esqueceram de filmar o que realmente fazem as Farc, que é espalhar minas terrestres".

O chefe de Estado pediu à comunidade internacional para entender que os integrantes da guerrilha "escravizam os camponeses colombianos para que destruam a floresta e semeiem coca, e o camponês que não cumprir essas ordens é assassinado".

Uribe disse ainda que para desmascarar a guerrilha é preciso mostrar suas relações com o narcotráfico, o uso de minas terrestres, carros-bomba e explosivos contra a população civil e políticos. EFE.

fer/id

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG