Uribe pedirá desculpas se tropas colombianas entraram na Venezuela

Bogotá, 17 mai (EFE).- O presidente colombiano, Álvaro Uribe, disse neste sábado que se ficar comprovado que tropas nacionais entraram em território venezuelano, como foi denunciado por esse país, ele pedirá desculpas ao Governo de seu colega Hugo Chávez.

EFE |

Uribe, que se reuniu com a chanceler alemã, Angela Merkel, que está no país em uma visita oficial, disse que acabava de conhecer a nota de protesto do Governo venezuelano.

"Vamos pedir ao Ministério da Defesa e aos altos comandantes que a olhem cuidadosamente. Se for certo que nossos soldados entraram ali (na Venezuela) pediremos desculpas, se não for certo, daremos explicações", disse Uribe.

"A Colômbia não é um país belicoso, o que está acontecendo é que nos rebelamos contra o terrorismo e vamos derrotá-lo", acrescentou Uribe, ao mesmo tempo afirmando que o único ânimo de seu país é poder ter as melhores relações com todas os "irmãos e vizinhos". EFE ocm/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG