Uribe pede que Correa reflita sobre caso de ex-ministro investigado

Bariloche (Argentina), 28 ago (EFE).- O presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, pediu hoje ao governante do Equador, Rafael Correa, que reflita sobre o caso de um ex-ministro colombiano investigado pelo bombardeio a um acampamento das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) em território equatoriano, em março de 2008.

EFE |

"Queremos manter o diálogo com o Equador e pedir a seu Governo uma reflexão pelo caso de Juan Manuel Santos e dos comandantes militares da Colômbia", disse Uribe, no final do plenário da cúpula da União de Nações Sul-americanas (Unasul), realizada hoje, na cidade argentina de Bariloche.

A Procuradoria do Equador ordenou, em julho, a detenção de Santos, ex-ministro da Defesa e candidato presidencial, por considerá-lo responsável por ordenar o bombardeio ao acampamento do ex-líder das Farc Luis Edgar Devia, conhecido como "Raúl Reyes".

Correa lembrou a Uribe que "deve entender que a Procuradoria do Equador é autônoma" e que, como presidente, não pode se intrometer na Justiça. EFE nk/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG