Tamanho do texto

Roma, 29 abr (EFE).- O presidente colombiano, Álvaro Uribe, pediu hoje ajuda ao chefe de Estado da Venezuela, Hugo Chávez, para que contribua na captura de terroristas das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

"Pedimos ao senhor presidente Chávez e às autoridades da Venezuela que nos dêem toda a ajuda para capturar os bandidos" que, segundo Uribe, se refugiaram no país vizinho.

Oito militares colombianos morreram hoje e outro ficou ferido em enfrentamentos com guerrilheiros das Farc em El Temperado, um das colinas da serra limítrofe de Perijá, no departamento (estado) de La Guarija.

Segundo o presidente colombiano, os fatos aconteceram mais ou menos a um quilômetro da fronteira com o território venezuelano e com base nos testemunhos de camponeses e interceptações os "rebeldes das Farc fugiram para a Venezuela".

Uribe insistiu na ajuda do presidente Chávez para capturar "estes bandidos para que sejam levados onde têm que ser levados, à prisão, pois não podem seguir com essa prática covarde de assassinar colombianos e abusar do território de países irmãos".

O presidente da Colômbia afirmou que está tentando falar por telefone com o presidente Chávez "para pedir a ajuda necessária".

O presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, chegou hoje a Roma, para iniciar uma visita oficial à Itália, durante a qual se reunirá com o papa Bento XVI e com o primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi. EFE ebp/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.