Uribe pede a "países irmãos" que não permitam terroristas em seus territórios

"Não permitimos que terrorista algum fique na Colômbia para atentar contra a democracia de um país irmão", afirmou Álvaro Uribe

EFE |

Bogotá - O presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, reiterou nesta sexta-feira o pedido a Governos de "países irmãos" para que assumam o compromisso de não permitir que se escondam "terroristas" em seus territórios.

"Nós precisamos do grande compromisso de todos os Governos dos países irmãos para que nenhum terrorista fique em seus territórios e dali prejudiquem o povo colombiano", disse Uribe a jornalistas em uma cerimônia comemorativa do Bicentenário da Independência. Sem citar nenhuma nação específica, ele enfatizou que, assim como a Colômbia respeita as democracias, "nós não permitimos que terrorista algum fique na Colômbia para atentar contra a democracia de um país irmão".

Em ocasiões anteriores, por meio de porta-vozes, o Governo colombiano disse que na Venezuela se escondem chefes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). Aos assinalamentos, o presidente venezuelano, Hugo Chávez, respondeu que isso não é verdade e pede que Bogotá forneça informações da localização dos chefes das Farc e de seus acampamentos.

    Leia tudo sobre: iGcolômbia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG