Uribe pede a Obama manutenção da política americana para Colômbia

O presidente colombiano, Alvaro Uribe, pediu no domingo à noite que o presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, não modifique a política de Washington para a Colômbia quando tomar posse, em 20 de janeiro de 2009.

AFP |

"Queremos que (Obama) mantenha a política em relação a Colômbia, pensamos que os povos têm valores que os governos não podem mudar", disse Uribe em uma entrevista coletiva na VI Reunião de Cúpula de Negócios, que acontece na cidade mexicana de Monterrey.

Um Tratado de Livre Comércio (TLC) entre Colômbia e Estados Unidos negociado por Uribe com o atual presidente americano, George W. Bush, enfrenta o bloqueio de congressistas democratas em Washington. Bogotá deseja obter a aprovação do mesmo até o fim do mandato republicano.

"Procedi com toda prudência durante a campanha norte-americana e, apesar de ter terminado há uma semana, sigo atado a esta prudência, não posso me liberar dela. O que queremos é que o presidente Obama tenha êxito, os Estados Unidos precisam, nós precisamos", comentou Uribe.

Analistas colombianos destacaram que com a chegada de um democrata à Casa Branca, temas importantes para a Colômbia, como a aprovação do TLC e o milionário financiamento por Washington de um plano de combate às drogas e aos grupos rebeldes esquerdistas podem sofrer uma profunda transformação.

str/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG