Uribe parabeniza Obama, mas diz que quer apoio dos dois partidos

BOGOTÁ (Reuters) - O presidente da Colômbia, Alvaro Uribe, parabenizou na quarta-feira o democrata Barack Obama pela vitória nas eleições norte-americanas e anunciou que tentará um apoio bipartidário para a luta contra o narcotráfico, o terrorismo e a aprovação de um tratado de livre comércio. Parabéns ao presidente Obama por este grande triunfo, parabéns ao povo dos Estados Unidos por sua democracia, ela continua sendo uma democracia exemplar, um exemplo de debate democrático, um exemplo de pluralismo, de defesa das liberdades, disse Uribe a uma rádio local.

Reuters |

O popular presidente colombiano é considerado atualmente o principal aliado dos Estados Unidos na América Latina, em um cenário em que governantes de esquerda ganharam projeção na região.

Alguns analistas prevêem uma mudança com a chegada de Obama à Casa Branca, a partir de janeiro, e um rigoroso controle da ajuda entregue por Washington ao governo de Bogotá para combater o narcotráfico, a guerrilha de esquerda e outros grupos armados ilegais devido aos recentes escândalos de violação dos direitos humanos.

A vitória de Obama vem no momento em que está pendente a aprovação de um tratado de livre comércio vital para a economia colombiana, mas que enfrenta a oposição dos democratas, que exigem mais compromisso com os direitos humanos e mais proteção aos líderes sindicais.

Uribe anunciou que, como é tradição na Colômbia, seu governo buscará o apoio tanto de democratas quanto de republicanos para o acordo comercial, assim como para os planos de assistência na luta contra o narcotráfico e contra os grupos armados.

"A Colômbia mantém tradicionalmente uma política que busca uma aproximação bipartidarista nos Estados Unidos e isso vamos continuar", afirmou, ao declarar que tentará um encontro com Obama.

(Por Luis Jaime Acosta)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG