Uribe não irá à reunião da CAN no Equador por declarações de Correa

Bogotá, 3 out (EFE) - O presidente colombiano, Álvaro Uribe, não participará da reunião da Comunidade Andina (CAN) em Guayaquil, após os termos inadequados usados por seu colega equatoriano, Rafael Correa, contra seu Governo, anunciou hoje o Executivo.

EFE |

"O Governo Nacional considera que não existem as condições mínimas para que o Presidente da República esteja presente na reunião no Equador", indica um comunicado lido a jornalistas pelo secretário de Informação e Imprensa da Presidência, César Mauricio Velásquez, na cidade de Cartagena, norte da Colômbia.

O comunicado de oito pontos destaca que, "há dois dias, o presidente Rafael Correa emitiu declarações à imprensa nas quais se refere em termos inadequados ao Governo da Colômbia, o qual ocorreu em ocasiões anteriores".

"O Governo Nacional reiterou, em múltiplas ocasiões, sua disposição de normalizar as relações diplomáticas com o país irmão", assegurou o texto.

Para alcançar esse propósito, "além de gestos e ações de boa vontade, (o Governo colombiano) manteve discreto silêncio sobre temas sensíveis que se apresentaram nos últimos meses e que hoje persistem", acrescentou o documento.

O texto acrescentou que Uribe aceitou participar da reunião andina, prevista para 14 de outubro, "como uma contribuição para criar um ambiente adequado para normalizar as relações diplomáticas" entre ambos os países, rompidas desde 3 de março. EFE rrm/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG