Uribe irá ao Equador pela primeira vez desde ataque contra Farc

BOGOTÁ (Reuters) - O presidente colombiano, Alvaro Uribe, irá para o Equador na quinta-feira para discutir a resposta da América do Sul ao desastre no Haiti, em sua primeira visita ao país vizinho desde o rompimento das relações diplomáticas em 2008. O gabinete de Uribe informou nesta segunda-feira que ele comparecerá à reunião da União das Nações Sul-Americanas (Unasul) no Equador após ficar afastado do país por quase dois anos devido a um conflito diplomático.

Reuters |

O Equador rompeu relações com a Colômbia depois que Uribe ordenou o bombardeio de um acampamento das Farc, as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, localizado no lado equatoriano da fronteira em março de 2008, matando o segundo líder na hierarquia da guerrilha, Raul Reyes.

Os dois países buscaram reatar as relações nos últimos meses, mas suas diferenças políticas continuam grandes.

O governo Uribe tem o apoio dos Estados Unidos enquanto o presidente equatoriano, Rafael Correa, é amigo do presidente Hugo Chávez, da Venezuela, país que também faz fronteira com a Colômbia.

Não havia informações sobre um eventual encontro entre Uribe e Correa para a discussão das relações bilaterais entre Equador e Colômbia durante o encontro da Unasul.

(Por Luis Jaime Acosta)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG