Bogotá, 13 fev (EFE).- O presidente colombiano, Álvaro Uribe, anunciou hoje a imediata intensificação das operações de busca dos 22 membros das forças de segurança que a guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) mantêm em seu poder.

"Quero dizer aos colombianos que, a partir de hoje, com o Exército e a Polícia, intensificaremos a pressão sobre os seqüestradores terroristas das Farc até que libertem nossos soldados e policiais", disse Uribe em Medellín.

O governante havia dito ontem que a única saída para as Farc é colocar os sequestrado em liberdade.

"O único acordo humanitário que aceito é que libertem unilateralmente e imediatamente todos os sequestrados, e que cessem os atos de violência e que façam a paz", sustentou.

A declaração de Uribe representa o encerramento, na prática, da saída negociada ao caso dos reféns que os rebeldes pretendem trocar por cerca de 500 insurgentes presos, entre eles vários extraditados aos Estados Unidos. EFE jgh/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.