Bogotá, 31 mai (EFE).- O presidente colombiano, Álvaro Uribe, colocou hoje como prioridade para as forças de segurança o resgate do vereador Armando Acuña, sequestrado na sexta-feira passada pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) na cidade de Garzón, no sudoeste do país.

"A prioridade é o resgate do vereador sequestrado", afirmou o presidente durante os atos comemorativos dos 150 anos do nascimento do general Rafael Uribe Uribe, que ele liderou em Valparaíso, terra natal deste advogado, escritor e congressista liberal.

O chefe de Estado lamentou que as Farc tenham conseguido tomar como refém Acuña, em uma tentativa de sequestro dos 15 vereadores da cidade em que foram mortos um soldado, um policial e dois civis.

A ação foi executada por 20 de rebeldes das Farc que fugiram com Acuña para as montanhas dos limites do departamento (estado) de Huila, onde fica Garzón, com o de Caquetá.

"Estamos em perseguição dos bandidos das Farc para buscar a libertação desse vereador. Não sairemos dessa floresta da cordilheira Oriental até que o libertem", advertiu Uribe.

O presidente considerou que este fato é outra mostra da hipocrisia da organização guerrilheira, que abusa da dor dos cidadãos ao anunciar a libertação, com fins políticos, de reféns, e tentar ao mesmo tempo mais sequestros. EFE jgh/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.