Uribe dá aval à missão francesa para encontrar reféns

O presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, informou hoje que a França solicitou permissão para enviar uma missão internacional ao país. O grupo humanitário se encontraria com seqüestrados das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), que poderia resultar na libertação da ex-candidata à presidência colombiana Ingrid Betancourt ou em um tratamento médico à refém, que pode estar correndo risco de morte devido à deterioração de seu estado de saúde.

Agência Estado |

Uribe afirmou que a Colômbia dá garantias de segurança para a missão e concorda com a sua vinda.

O presidente colombiano afirmou que as operações militares seriam suspensas enquanto a missão internacional estiver no país. Segundo Uribe, a Colômbia "pode dar as garantias para que esta missão humanitária possa chegar onde estão os seqüestrados e assisti-los". O presidente disse ter tratado o tema durante uma conversa por telefone com o presidente francês, Nicolas Sarkozy. Ambos decidiram tornar público o assunto, afirmou o colombiano.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG