Uribe considera positivo pedido de Chávez às Farc para libertar reféns

Bogotá, 11 jun (EFE).- O presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, considerou hoje positivas as declarações do chefe de Estado da Venezuela, Hugo Chávez, que pediu no fim de semana passado que as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) que liberte os seqüestrados sem condições prévias.

EFE |

Em uma entrevista à emissora colombiana "La FM", Uribe falou pela primeira vez sobre a solicitação feita por Chávez no domingo Farc para que deixem em liberdade os reféns "em troca de nada" e para que reconsiderem o combate de guerrilhas.

"Acho, pela primeira vez o digo, que os comentários do presidente Hugo Chávez são positivos, ajudam", respondeu Uribe, ao ser perguntado sobre as declarações do presidente venezuelano.

As últimas afirmações de Chávez representam uma mudança de posição, na opinião de analistas, já que, no início deste ano, o líder venezuelano tinha pedido à comunidade internacional para conceder às Farc o status de beligerância.

As Farc libertaram em janeiro e fevereiro seis políticos seqüestrados em "desagravo" ao chefe de Estado venezuelano, depois que Uribe colocou fim às gestões de Chávez em busca de um acordo humanitário que permitisse a troca de reféns por rebeldes presos.

O grupo insurgente ainda tem em seu poder 40 políticos, soldados, policiais e americanos, que busca trocar por cerca de 500 guerrilheiros presos. EFE gta/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG