Bogotá, 3 mar (EFE).- O presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, pediu hoje a seu ministro da Defesa, Juan Manuel Santos, que tenha o máximo de cuidado em suas declarações, depois que no domingo disse que o ataque de um ano atrás lançado por militares colombianos contra um acampamento das Farc no Equador foi um ato de legítima defesa.

Um comunicado da Casa de Nariño, a sede do Governo, diz que Santos afirmou a Uribe que em nenhum momento quis criar desentendimentos com países vizinhos.

"O presidente reiterou o pedido para (Santos) tenha o máximo de cuidado em declarações que comprometam as políticas internacionais, as quais devem ser emitidas pelo ministro das Relações Exteriores (Jaime Bermúdez)", diz a mensagem oficial.

Além disso, a nota diz que o Governo da Colômbia tem o "maior interesse" numa agenda construtiva com o Equador.

"Da mesma maneira, o Governo reitera a vontade de manter e construir boas relações com os países vizinhos e irmãos", destaca o comunicado. EFE fer/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.