Bogotá, 8 jul (EFE).- O presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, autorizou hoje a senadora da oposição Piedad Córdoba a participar do processo de libertação de reféns das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), mais de dois meses depois de ter proibido a participação dela na missão.

Antes de embarcar para os Estados Unidos de um aeroporto militar, Uribe afirmou que Córdoba poderá integrar a missão humanitária conjunta que agrupa representantes da Cruz Vermelha Internacional e da Igreja Católica, mas sob a condição de que a guerrilha liberte todos os militares e policiais sequestrados. EFE fer/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.