Uribe apóia ministro que tem irmão ligado ao narcotráfico

Bogotá, 23 ago (EFE).- O presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, apoiou hoje seu ministro do Interior e Justiça, Fabio Valencia Cossio, depois que opositores pediram sua renúncia após a destituição de seu irmão Guillermo León como diretor da Promotoria em Tunja (centro) por suposto envolvimento com o narcotráfico.

EFE |

Uribe disse que Valencia Cossio "é um homem honrado", e defendeu ainda o trabalho que realizou quando foi embaixador na Itália.

"Ele tem uma longa carreira política reconhecida por todo o país.

Não é ministro por acaso, é um homem honrado", afirmou.

Setores da oposição colombiana pediram a renúncia de Valencia Cossio, após a suposta ligação de seu irmão Guillermo León com narcotraficantes e paramilitares de direita.

Guillermo León Valencia Cossio foi destituído depois que a revista "Cambio" publicou gravações nas quais ele, aparentemente, conversava com membros da organização do narcotraficante foragido Daniel Rendón Herrera, conhecido como "Don Mario".

O ministro Valencia Cossio, que foi presidente do Congresso e embaixador na Itália, assumiu a pasta do Interior em junho, após ser conselheiro de Uribe. EFE oc/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG