Uribe anuncia extradição de paramilitar para os EUA

BOGOTÁ (Reuters) - O presidente da Colômbia, Alvaro Uribe, disse na quarta-feira que vai extraditar para os Estados Unidos um antigo comandante paramilitar de ultradireita, excluído do processo de paz devido às suspeitas de que continuava dirigindo da prisão uma quadrilha de narcotraficantes. Uribe fez o anúncio depois que a Corte Suprema de Justiça autorizou a extradição de Carlos Mario Jiménez, que chegou a chefiar cerca de 5.000 paramilitares responsáveis por massacres e narcotráfico, entre outros crimes.

Reuters |

'Vocês sabem que o governo havia anunciado esta decisão e ela se cumprirá', disse Uribe a jornalistas em Florencia, capital do Departamento de Caquetá.

Jiménez, conhecido como 'Macaco,' pode se tornar o primeiro chefe paramilitar a ser extraditado para os EUA, onde será processado por narcotráfico e lavagem de dinheiro.

'O tema é muito simples: quem cumpra bem suas obrigações de justiça e paz não tem esse risco', disse Uribe.

(Reportagem de Luis Jaime Acosta)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG