Uribe admite uso do emblema da Cruz Vermelha no resgate de reféns

O presidente da Colômbia, Alvaro Uribe, admitiu nesta quarta-feira que um oficial do Exército usou um colete com o símbolo da Cruz Vermelha na operação de resgate de 15 reféns da guerrilha das Farc, no dia 2 de julho passado.

AFP |

"O nome do oficial será preservado para não arriscar sua vida, além de querermos protegê-lo em sua carreira", destacou Uribe durante ato público.

Segundo o presidente, o uso dos símbolos da Cruz Vermelha foi feito para atenuar o nervosismo gerado pela operação de resgate, mas destacou que "em nenhum momento se pretendeu suplantar a ação dos organismos humanitários".

Leia mais sobre: Cruz Vermelha - Alvaro Uribe

    Leia tudo sobre: uribe

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG